Abrapp e Sindapp divergem no apoio à superagência de previdência

A Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) apoia com ressalvas a idéia da superagência de previdência anunciada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista à jornalistas do programa Globonews. De acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa da entidade, o presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, afirma que a agência a ser criada deve sempre levar em conta as particularidades e finalidades essenciais de cada segmento.

Comentando especificamente a proposta de colocar a previdência aberta e fechada sob uma mesma agência de fiscalização, ele diz que “não é interessante colocar produtos financeiros misturados com planos previdenciários na mesma agência ou autarquia. São produtos que precisam de políticas diferenciadas”, afirma.

Já para o presidente do Conselho Deliberativo do Sindapp (Sindicato Nacional das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), Jarbas de Biagi, “se bem estruturada, ouvindo tanto o lado da previdência aberta quanto da fechada, a idéia de uma superagência é positiva”. De acordo com ele, “temos que apoiar a iniciativa, afinal é tudo previdência complementar”

Comentando as críticas do ministro Paulo Guedes à atuação da Previc, Biagi disse que “embora respeitando a posição do ministro, quero ressaltar que a Previc tem feito um trabalho de muita tecnicidade, um trabalho correto. Obviamente alguma coisa pode ter dado errado, como acontece com todo mundo, mas o trabalho da Previc tem sido de ótima qualidade”.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso