Mainnav

Guardia prevê dificuldades para novas reformas

O ex-ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, hoje no comando do BTG Pactual Asset Management, considera que o Governo Federal terá dificuldades para emplacar novas reformas estruturais. A aprovação da Reforma da Previdência, em outubro, foi um episódio à parte em sua avaliação.

A Reforma da Previd√™ncia estava em discuss√£o desde 2016,  e o Congresso Nacional entendeu que sem um ajuste na √°rea a situa√ß√£o do Pa√≠s poderia se tornar insustent√°vel. As pr√≥ximas reformas no entanto ser√£o mais dif√≠cies‚ÄĚ, disse Guardia na abertura do evento em comemora√ß√£o aos 30 anos da Associa√ß√£o dos Fundos de Pens√£o Patrocinadores do Setor Privado (APEP), nesta quarta-feira, em S√£o Paulo.

Tais dificuldades se traduzem, na vis√£o do ex-ministro, pela pr√≥pria indefini√ß√£o do Executivo Federal em rela√ß√£o ao pr√≥ximo item da sua agenda reformista. A solu√ß√£o para o impasse, segundo Guardia, atende pelo nome de Rodrigo Maia. ‚ÄúO Presidente da C√Ęmara est√° avaliando a receptividade dos parlamentares √†s reformas tribut√°ria e administrativa, entre outras‚ÄĚ, observou. ‚Äú√Č um caminho a ser seguido‚ÄĚ, concluiu.