Mainnav

Ibovespa sobe acima dos 98 mil pontos e dólar fica estável

Em um dia de indefini√ß√Ķes e expectativas, o Ibovespa fechou em alta pelo terceiro preg√£o consecutivo, superando os 98 mil pontos pela primeira vez desde o √ļltimo dia 12. O principal √≠ndice da B3 fechou aos 98.245 pontos. J√° o d√≥lar fechou praticamente est√°vel ap√≥s cair mais de 1% no in√≠cio da tarde, vendido a R$ 5,42. A moeda norte-americana acumula alta de 3,53% em julho.
A alta do Ibovespa est√° em linha com o movimento do mercado norte-americano, onde os principais √≠ndices de a√ß√Ķes tamb√©m subiram nesta ter√ßa-feira. O Dow Jones subiu 2

Novo presidente da CVM toma posse prometendo ser ‚ÄúRegulador Tech‚ÄĚ

Jo√£o Pedro Nascimento, novo presidente da CVM
Jo√£o Pedro Nascimento, novo presidente da CVM

Tomou posse na manh√£ desta segunda-feira (18/7) o novo presidente da Comiss√£o de Valores Mobili√°rios (CVM), Jo√£o Pedro Nascimento, para um mandato de cinco anos que vai at√© 14 de julho 2027. Ele substitui Marcelo Barbosa que deixa a autarquia ap√≥s dirig√≠-la por cinco anos, desde 2017. ‚ÄúDesenvolverei um mandato t√©cnico, independente e fundado em forma√ß√£o acad√™mica, experi√™ncia profissional e esp√≠rito p√ļblico, com o firme prop√≥sito de fortalecer a CVM, valorizar o corpo de servidores, prestigiar o Colegiado e contribuir para o desenvolvimento

Nascimento assume a presidência da CVM nesta segunda-feira

Toma posse nesta segunda-feira (18/7) como presidente da Comiss√£o de Valores Mobili√°rios (CVM) o advogado e professor Jo√£o Pedro Nascimento, substituindo Marcelo Barbosa que deixa a autarquia ap√≥s dirig√≠-la desde 2017. Indicado para o cargo em abril √ļltimo pelo presidente Jair Bolsonaro e aprovado em sabatina realizada no mesmo m√™s pela Comiss√£o de Assuntos Econ√īmicos (CAE) do Senado, Nascimento ter√° um mandato de cinco anos, at√© 14 de julho 2027.
Nascimento assume a autarquia em meio √† importantes mudan√ßas no marco das ofertas p√ļb

Acompanhando mercado global, Ibovespa cai e dólar fecha em alta

O pessimismo dos mercados globais continuou pressionando o Ibovespa e o c√Ęmbio nesta quinta-feira (14/7), com o primeiro fechando em queda de 1,79%, aos 96.120 pontos, e o segundo subindo 0,51%, cotado a R$ 5,432. A alta da infla√ß√£o de consumo nos Estados Unidos em junho, divulgada ontem, assim como da eleva√ß√£o dos pre√ßos das commodities em raz√£o da guerra na Ucr√Ęnia e lockdowns na China, favoreceram o pessimismo dos mercados globais. O mercado teme que o Fomc (Comit√© de Pol√≠tica Monet√°ria do Fed), que se re√ļne no final deste m√™s, na tentati

Ibovespa cai e fecha abaixo dos 97 mil pontos

O principal √≠ndice da B3, o Ibovespa, fechou em queda de 0,39% nesta quarta-feira (13/7), aos 97.881,16 pontos. O mercado local seguiu o pessimismo do mercado norte-americano, que tamb√©m fechou em queda surpreso com a infla√ß√£o divulgada hoje pelo Departamento do Trabalho dos EUA para o m√™s de junho. A taxa ficou em 1,3% no m√™s, acima do 1% esperado pelos agentes econ√īmicos, indicando uma infla√ß√£o acumulada de 9,1% em doze meses. √Č a maior taxa em quarenta anos nos Estados Unidos.
Com a inflação em alta, cresce o temor de que o comitê de

Ibovespa tem leve alta e dólar chega a R$ 5,43

O principal √≠ndice da B3, o Ibovespa, fechou nesta ter√ßa-feira em leve alta de 0,05%, aos 98.271,21 pontos, na contram√£o do mercado norte-americano onde as duas principais bolsas fecharam em queda. O giro financeiro foi pequeno, de apenas R$ 19,6 bilh√Ķes. J√° o d√≥lar subiu 1,24%, fechando a R$ 5,4390, refletindo melhor o temor dos investidores globais em rela√ß√£o √† poss√≠vel recess√£o nos Estados Unidos, assim como novos lockdowns na China.

Ibovespa volta a operar abaixo dos 100 mil pontos e dólar sobe

O nervosismo dos mercados globais, por receio de que a economia norte-americana entre em recessão, voltaram a pressionar as bolsas e o dólar nesta segunda-feira (11/7). O Ibovespa fechou aos 98.212 pontos, com recuo de 2,07%, enquanto o dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 5,371, com alta de 1,96%.
O receio de uma recess√£o nos Estados Unidos n√£o foi o √ļnico fator a pressionar os mercado. A China anunciou novos lockdowns para conter a dissemina√ß√£o da Covid-19, fazendo com que os pre√ßos de commodities como petr√≥leo e min√©rio de ferro

Ibovespa supera 100 mil pontos e dólar cai

Bolsa e d√≥lar, que nos √ļltimos dias vinham refletindo o mau humor do mercado em rela√ß√£o √† possibilidade de recess√£o nos Estados Unidos, lock-downs na China e PEC Kamikaze no Brasil, reagiram hoje com o Ibovespa fechando em alta de 2,03%, aos 100.729 pontos, e o d√≥lar caindo -1,43%, para R$ 5,3440.
Embora nenhuma das tr√™s condi√ß√Ķes que estavam provocando a queda do Ibovespa e a alta do d√≥lar tenha se alterado significativamente, o mercado se acomodou a elas. O mercado assimilou bem o compromisso do Fed de buscar controlar a infla√ß√£o nort

Deb√™ntures representam 57,4% das emiss√Ķes do primeiro semestre

As emiss√Ķes de deb√™ntures somaram R$ 133 bilh√Ķes no primeiro semestre do ano, representando 57,4% dos R$ 233 bilh√Ķes levantados pelas empresas no mercado de capitais no per√≠odo. As opera√ß√Ķes com instrumentos de renda fixa, incluindo as deb√™ntures, cresceram 25% na compara√ß√£o do primeiro semestre do ano passado com o mesmo per√≠odo deste ano, passando de R$ 161,5 bilh√Ķes para R$ 202 bilh√Ķes, de acordo com a Associa√ß√£o Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).
Ao todo, foram realizadas 225 opera√ß√Ķes com deb√™n

Em dia de volatilidade, dólar e Ibovespa sobem

Os negócios na B3 foram marcados pela volatilidade nesta quarta-feira (6/6). O Ibovespa, principal índice da B3, fechou o dia em alta de 0,43%, aos 98.719 pontos. Após operar em baixa durante boa parte do dia, o indicador recuperou-se no fim da tarde, puxado pela recuperação nas bolsas norte-americanas.
A divulgação da ata do Fomc (Comitê de Política Monetária dos EUA) animou os mercados. O órgão sinaliza que os juros devem subir entre 0,50 ponto porcentual (pp) e 0,75 pp na próxima reunião, marcada para os dias 26 e 27, mas não faz ref