Mainnav

Política e opiniões compartilhadas

A questão política está mais uma vez colocada na ordem do dia, através das eleições gerais deste ano que, como sempre, acabam sendo galvanizadas pela campanha presidencial. A política e os debates de idéias, que são sua essência, garantem que o povo escolha seus representantes com base nas propostas que lhe são apresentadas e que os troque, nas eleições seguintes, quando deixaram de ter compromisso com essas propostas e passaram a defender ideais diferentes.
Nesta edição de Investidor Institucional trazemos algumas idéias de candidatos presidenciais a respeito da questão previdenciária. Levamos as perguntas a todos os candidatos, com uma antecedência de 15 dias, mas nem todos enviaram suas respostas. Entendemos que a agenda de uma campanha política é dura e o tempo dos candidatos e seus assessores é escasso, mas comunicar suas idéias a públicos especializados deveria ser uma das suas prioridades. Ainda mais quando as perguntas são enviadas com tamanha antecedência, como fizemos. Publicamos as respostas que nos chegaram e esperamos que ajudem nosso público a conhecer um pouco mais os candidatos.
Além dessa reportagem com as perguntas aos candidatos, esta edição está recheada de novidades. Entrevistamos o diretor de comunicação e marketing da Fundação Getúlio Vargas, Marcos Facó, que fala sobre o uso das redes sociais pelos candidatos a diferentes cargos nessas eleições. Segundo ele, apesar do charme dos posts das redes sociais, a televisão ainda terá um peso preponderante na definição do voto do eleitor.
Ainda nesta edição, falamos também sobre o fechamento do fundo de pensão do Banco do Estado do Pará, o Cafbep, e sobre a abertura de um novo fundo, patrocinado pela Neoenergia, o Néos Previdência. Falamos sobre o edital de lançamento do novo ETF de Renda Fixa, do Tesouro Nacional, que aparentemente não sensibilizou aos grandes bancos e que foi “furado” pela Mirae Asset, que se antecipou ao Tesouro lançando seu próprio ETF de Renda fixa.