Mainnav

Mercer estrutura consultoria focada em risco

Marco Pontes

Edição 263

A Mercer contratou Marco Pontes como consultor sênior de risco, com o objetivo de auxiliar as entidades de previdência complementar a se ajustarem nas novas regras de órgãos reguladores. Uma discussão em pauta é a supervisão baseada em risco, que volta a ser prioridade nos objetivos da Previc, principalmente após Carlos de Paula assumir a superintendência da instituição. Para Pontes, os fundos de pensão devem se preparar para atender a mais essa exigência.
“Estamos nos preparando para atender e já estamos dispostos a fazer o diagnóstico em relação aos riscos da entidade. Não é um passo simples, pois envolve investimentos por parte da indústria”, diz o executivo. Outro foco da área de consultoria de risco da Mercer é atender empresas de seguros, resseguros e entidades abertas de previdência complementar. Uma nova demanda da Superintendência de Seguros Privados (Susep), destaca Pontes, é a auditoria atuarial independente, aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e que começará a valer a partir de janeiro do próximo ano.
“De forma explícita, as empresas de auditoria nunca se pronunciaram em relação aos passivos atuariais. A Susep implementou essa auditoria e as seguradoras, entidades abertas e resseguradoras locais terão que apresentar o parecer de auditoria atuarial. É uma demanda que estamos preparados a atender”, explica Marco Pontes.

Nova distribuidora focada em institucionais | Em linha com a criação de distribuidoras independentes por profissionais que deixam as grandes assets, acaba de surgir a Venko Investimentos

Edição 242

 

Com 25 anos de experiência de atuação em áreas comerciais junto aos fundos de pensão, Adolfo Alviço (ex-Bram e ex-UAM, a foto à direita), tomou a iniciativa de montar a nova empresa depois do desligamento do BBM Investimentos. A autorização da CVM para funcionamento da nova distribuidora independente começou a valer a partir agosto, mas ainda faltava um novo sócio. Foi então que Oswaldo Vasconcelos aceitou recentemente o convite para entrar na sociedade e para isso saiu da Bram, onde atuou os últimos dez anos no atendimento comercial a clientes institucionais. Os dois profissionais tinham trabalhado juntos quando estavam na asset do Bradesco. 


Um dos focos principais da Venko será a distribuição de produtos de assets especializadas em gestão ativa. “Estamos fechando parcerias com casas de nicho que serão capazes de gerar o alfa necessário para as carteiras das fundações”, diz Alviço. Duas assets que já fecharam com a Venko são a Duna (fundos de large cap) e a GBX (produtos estruturados com foco imobiliário). “A ideia é oferecer um leque completo de fundos nos principais segmentos com as assets diferenciadas por uma gestão realmente ativa”, diz Vasconcelos.

Procuram-se consultores

MONDELLI: executivos alçam voo soloBENITES: fundos médios são os mais interessados 

Edição 242

Demanda dos fundos de pensão aquecem serviços em consultorias de investimentos, que se esforçam para manter e repor seus quadros de profissionais especializados por Mayara Baggio