Mainnav

Martins abre Congresso da Abrapp citando a retomada da economia

construcao civilO 41¬ļ Congresso da Abrapp foi inaugurado oficialmente hoje, √†s 16hs, pelo presidente da entidade Lu√≠s Ricardo Marcondes Martins. Citando as mudan√ßas pelas quais vem passando o sistema de previd√™ncia fechada nos √ļltimos 40 anos, Martins disse que ‚Äúnascemos como um benef√≠cio oferecido pelas empresas aos seus funcion√°rios, e que por isso n√£o v√≠nhamos competindo contra ningu√©m, mas hoje buscamos nas demandas apresentadas pelo mercado a inspira√ß√£o para o lan√ßamento de novos produtos. J√° existem aquelas associadas que se percebem como um neg√≥cio e, como tal, orientadas pelo marketing para vendas‚ÄĚ.
Ele citou a retomada da economia, com o mercado de trabalho ‚Äúrecuperando em 3 meses praticamente a metade dos empregos perdidos com a pandemia. Evidentemente os desafios ainda s√£o enormes, e por isso preocupantes, mas nada justifica ignorarmos que resultados at√© surpreendentemente positivos vem sendo alcan√ßados pela economia‚ÄĚ.
O presidente da Abrapp disse que a retomada econ√īmica √© importante para o sistema de previd√™ncia complementar, que precisa continuar crescendo por tr√™s raz√Ķes: para fazer frente ao envelhecimento da popula√ß√£o brasileira; para pagar as complementa√ß√Ķes daqueles j√° aposentados; e para formar uma s√≥lida poupan√ßa de longo prazo que permita, em parceria com o capital privado, financiar investimentos em infraestrutura de que tanto o Pa√≠s precisa.
Ele citou em seu discurso de abertura do 41¬ļ Congresso o r√°pido desenvolvimento dos planos fam√≠lia e a import√Ęncia deles para o futuro do sistema. Segundo ele, o n√ļmero desses planos deve ultrapassar a marca de 130 em 2022, com cerca de 600 mil participantes e patrim√īnio pr√≥ximo a R$ 2 bilh√Ķes. Atualmente s√£o cerca de 30 planos e R$ 210 milh√Ķes de patrim√īnio.