Novo presidente do BC defende lei para garantir autonomia

Em seu discurso de posse na presidência do Banco Central, Roberto Campos Neto, defendeu que a autonomia da autarquia seja regulamentada por legislação específica, "ajudando a reduzir o risco Brasil e a aumentar o crescimento de longo prazo". Além disso, Campos Neto destacou a importância de tornar o mercado financeiro mais aberto para os estrangeiros, inclusive com "uma eventual moeda conversível que sirva de referência para a região (da América Latina)".

O novo presidente do BC afirmou que vai atuar para a adoção de mais transparência no sistema financeiro nacional, com uma avaliação de resultados para o bom emprego de recursos. "Os subsídios implícitos nos direcionamentos de crédito devem ser explicitados. Devemos, portanto, criar um novo modelo de fomento à atividade rural e também modernizar os mecanismos de captação de recursos destinados à construção civil", declarou. "No setor privado é necessário melhorar as informações sobre serviços e produtos financeiros, inclusive sobre os custos de conformidade nos processos de emissão de dívida e equity, permitindo a efetiva concorrência nos mercados."


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso