Gasto com funcionalismo nos estados cresce quase 3 vezes mais que PIB em 2018

Os gastos com pessoal em 23 estados tiveram um aumento real médio de 2,9% em 2018, na comparação com 2017. Esse resultado é quase três vezes superior ao crescimento de 1,1% verificado no Produto Interno Bruto (PIB), no ano passado, segundo os Indicadores Ipea de Gastos com Pessoal, divulgados hoje.
As despesas com inativos mantiveram uma trajetória ascendente, alcançando uma taxa média de crescimento de 7,6% em 2018. Os gastos com ativos que fecharam o ano passado com variação positiva de 0,7%. Em valores reais, os gastos somaram R$ 373 bilhõescom ativos e inativos. A análise exclui Amapá, Rio Grande do Norte, Roraima e inativos no Piauí.
Rondônia (22,8%) e Tocantins (17,1%) foram os estados que registraram maior crescimento nos gastos com inativos. Apenas Rio de Janeiro e Sergipe não apresentaram aumento em 2018. Considerando apenas servidores ativos, 14 estados tiveram crescimento nos gastos, com destaque para Ceará (12,79%) e Pará (8,52%).
Na análise do quantitativo de servidores em 2018, dois estados apresentam número de inativos maior que o de ativos: Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Os mineiros fecharam o ano com 283.614 inativos e 245.319 ativos. Já os gaúchos encerraram o mesmo período com 167.532 inativos e 107.906 ativos.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso