Abrapp elogia reforma da previdência mas ainda defende igualdade entre fechadas e abertas

A Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) enviou comunicado nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, elogiando a proposta da reforma da previdência apresentada nesta semana pelo Governo Federal. Entre os destaques positivos está a implantação do modelo de capitalização para as novas gerações de trabalhadores e a exigência que estados e municípios criem suas previdência complementares no prazo de 2 anos. A associação destaca, contudo, que a proposta prevê a possibilidade para a administração dos planos dos servidores por entidades abertas, além das entidades fechadas. “A competição entre abertas e fechadas é positiva, não somos contra, porém é necessário estabelecer condições de igualdade de regras e incentivos”, defende o presidente da Abrapp, Luís Ricardo Martins, no comunicado. Ele reitera que a previdência aberta tem produtos financeiros com características muito diferentes às dos planos de previdência das fechadas, além da governança também distinta. “Por isso, a concorrência acaba não sendo justa”, afirma.

A Abrapp ainda pretende enviar sugestões de aperfeiçoamento da proposta da reforma da previdência durante sua tramitação no Congresso Nacional, além de participar do debate para a elaboração da Lei Complementar que criará o novo modelo de capitalização.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso