PGR denuncia 13 pessoas por fraudes na Petros e pede R$ 825 milhões em reparação

A Procuradoria Geral da República no Distrito Federal informou que a força-tarefa Greenfield denunciou, na sexta-feira, dia 26, 13 pessoas por cometerem fraudes na Petros, por meio da compra de Cédulas de Crédito Bancário (CCB) das empresas Providax Participações e V55 Empreendimentos, e com a cooperação de diretores do banco BVA. Segundo comunicado, a denúncia aponta prática de gestão fraudulenta aos gestores do fundo e crime de desvio de recursos aos demais diretores das empresas envolvidas.
Na ação penal, os procuradores pedem a reparação de quase R$ 825 milhões, equivalente ao triplo do valor do desvio apurado.
Foram denunciados pela PGR, Carlos Fernandes Costa, Newton Carneiro da Cunha, Maurício França Rubem, Wagner Pinheiro de Oliveira, Luiz Rodolfo Palmeira Vasconcellos, Antonio Luiz de Oliveira Pinto Pascoal, Cristine Basseto Cruz, José Antonio la Terza Ferraiuolo, Ana Paula Peixoto da Silva, Benedito Ivo Lodo Filho, Marcelo Kalfelz Martins e Marcelo Amaro da Silva.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso