Contencioso jurídico da Funcef recua de R$ 1,4 bilhão para R$ 965 milhões

O contencioso jurídico da Funcef apresentou uma redução de 32% no provisionamento, passando de R$ 1,4 bilhão  para R$ 965 milhões, no ano passado, de acordo com nota divulgada hoje pela entidade. Segundo a nota, o contencioso “mantém a tendência de queda desde que a Fundação vem revisando a metodologia do provisionamento com base no efetivo desembolso da média dos últimos três anos, aliado com a jurisprudência atual”. De acordo com a Funcef, o passivo contingente, a parte do contencioso considerada possível pela Fundação, é de R$ 3,95 bilhões.

Em 2017, a entidade estabeleceu um plano de ação para acompanhar o contencioso jurídico, focando na recomposição da reserva matemática, no maior controle da base de dados processuais, na revisão de normas internas, na mudança do método de cálculo do provisionamento e na implementação da análise gerencial e de gestão jurídica saneadora e estratégica. “As cifras que um dia já foram de R$ 17 bilhões no passivo contingente, agora, depois da revisão da metodologia do provisionamento, já estão abaixo dos R$ 4 bilhões”, ressalta o comunicado.

 


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso