Previ Futuro terá perfil Ciclos de Vida

O plano Previ Futuro, da Previ, passará a incorporar perfis do tipo Ciclos de Vida, que adequam o nível de risco da carteira ao tempo que falta para a aposentadoria do participante. Segundo informações de Wagner Nascimento, conselheiro deliberativo eleito da Previ, à Folha Bancária, publicação editada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, “a criação do Perfis Ciclos de Vida foi pensada para adequar o (risco da carteira ao) perfil do associado, como por exemplo, idade e data prevista para aposentadoria”.

Será um serviço complementar aos quatro perfis de investimentos já existentes, que incluem o conservador, o moderado, o arrojado e o agressivo, escolhidos diretamente pelo participante. Embora as mudanças de um perfil para outro sejam de livre escolha do participante, esse nem sempre tem informações suficientes para fazer essa mudança no momento adequado. Como exemplo, quando a bolsa de valores passa a subir muito algumas pessoas do perfil Conservador resolvem mudar para o perfil Agressivo justamente com a Bolsa no máximo, que é quando ela cai.

No perfil  Ciclos de Vida, que será incorporado aos perfis, isso não acontece. De acordo com Nascimento, “vamos supor que a pessoa seja mais velha. No Ciclos de Vida ela não vai conseguir fazer migração para o perfil Agressivo porque não é recomendável para uma pessoa mais velha que se arrisque demais, mesmo que esse risco gere ganho para ela”, explica.

Segundo a conselheira deliberativa eleita, Luciana Bagno, ao optar pelo perfil Ciclos de vida as mudanças passam a ser feitas de acordo com critérios pré-estabelecidos de idade e momento planejado para a aposentadoria. “A Previ vai criar três Perfis Ciclo de Vida: 2020, 2030 e 2040. E o participante vai escolher o perfil de acordo com a data-alvo para a aposentadoria. Então, se você está pensando em se aposentar em 2020, escolhe esse perfil. E o que a Previ vai fazer? Ela vai fazer essa alocação da renda variável, maior no início do ciclo e reduzindo até que no final fique um perfil mais conservador, sem que você tenha de se preocupar em você mesmo fazer essa gestão”. explica Luciana.


Fundos de Pensão
Fundos de pensão devem monitorar ações dos gestores terceirizados
Fundos de Pensão
Bolsa corre risco de novo declínio nos próximos meses, diz Simino
Fundos de Pensão
Mercer prevê maior demanda dos participantes por empréstimos
Fundos de Pensão
Funpresp-Jud reduz sua exposição em renda variável e aguarda
Gestores
Moody´s altera para negativa perspectiva de assets na América Latina
Regulatório
Previc divulga modelo de adesão a planos de previdência para estados e municípios
Fundos de Pensão
Funpresp-Exe reduz taxas de carregamento de planos
Regulatório
Marcação a mercado deve ser publicada em abril e vigorar em maio
Gestores
Persevera defende que BC zere, temporariamente, a taxa Selic
GENTE
Multimercados da Claritas ganham do CDI no acumulado do ano
Fundos de Pensão
Sebrae Previdência aposta em NTNs e IMA-B contra coronavirus
Gestores
André Esteves e Rogério Xavier cobram novas medidas do governo
Regulatório
CNPC discutirá suspensão temporária de contribuições e mais empréstimos
Regulatório
BC, CVM e Susep adotam blockchain para centralizar informações
Regulatório
Previc prorroga prazos de entrega de obrigações
Regulatório
CVM estende prazo para sugestões a minutas sobre funcionamento do mercado
Consultorias
Duration dos passivos será desafio das fundações, diz consultora
Mercado de Capitais
Ex-diretor do BC projeta queda de 1% no PIB deste ano e 4% em 2021
Institucional
CVM divulga posicionamento da Iosco sobre novo coronavírus
Gestores
Equitas protege carteira e Brasil Capital mantém posições
Fundos de Pensão
Funcef monta operação de guerra para enfrentar coronavírus
Regulatório
BC lança hotsite sobre ações contra efeitos do Covid-19
Fundos de Pensão
Funcef suspende pagamentos de empréstimos por três meses
Fundos de Pensão
Previ repassará 50% do 13º salário de aposentados e pensionistas neste mês
Regulatório
Susep define requisitos de entidades registradoras