Trabalhadores discutem a situação do Portus com Rodrigo Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu ontem (22/10) representantes dos trabalhadores portuários para discutir a proposta do governo de privatizar a estrutura portuária do País. A pauta incluiu, também, uma discussão sobre o Portus, fundo de pensão dos trabalhadores das várias companhias de docas estaduais, que está sob intervenção e com risco iminente de liquidação pela Previc. A Codesp, um dos patrocinadores, (administra o Porto de Santos), pediu a retirada do patrocínio em meados deste ano.

Segundo os dirigentes portuários, Maia teria garantido que uma possível privatização da administração dos portos, em especial do Porto de Santos, será negociada com o Ministério da Infraestrutura e debatida no Congresso. Em relação ao Portus, cujo déficit atual é superior a R$ 3,5 bilhões, o presidente da Câmara teria prometido levantar informações sobre a situação da fundação junto ao Ministério da Infraestrutura e também junto ao órgão fiscalizador.

De acordo com informações da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), o Portus possui previsão de caixa para honrar seus compromissos somente até dezembro deste ano.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso