Portus segue sob intervenção da Previc

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) renovou por mais três meses, na última segunda-feira (17/02), a intervenção no Portus, o fundo de pensão dos trabalhadores do setor portuário. Sob a tutela da Previc desde 2011, a entidade, que acumulava em dezembro de 2018 um déficit de R$ 2 bilhões, deu prioridade em sua política de investimentos para 2020 a aplicações de extrema liquidez. “Esse cuidado é necessário tendo em vista a necessidade constante de utilização dos recursos investidos para pagamentos das folhas de suplementares e de benefícios, não havendo possibilidade de espera na maturação de investimentos de médio ou longo prazos, visto que o estoque de ativos é insuficiente para comportar tal maturação”, diz o documento.


Fundos de Pensão