Mainnav

Paulo Guedes discursa no encerramento do 41¬ļ Congresso da Abrapp

Guedes PauloO Ministro da economia, Paulo Guedes, discursando ontem (19/11) no encerramento do 41¬ļ Congresso Brasileiro de Previd√™ncia Complementar, manifestou a expectativa de que a queda do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano fique em cerca de -4%, o que segundo ele pode ser considerado um sucesso frente aos progn√≥sticos de -10% no auge da pandemia do Covid 19. Segundo Guedes, para o ano que vem o PIB deve crescer entre 3,5% e 4%.
Ele afirmou que a economia do Brasil ‚Äúest√° reagindo de uma forma que eu considero bastante razo√°vel, basta comparar com os demais pa√≠ses‚ÄĚ. O bin√īmio juros baixos e c√Ęmbio num n√≠vel competitivo, segundo ele, ajudam a estimular as exporta√ß√Ķes e impulsionam o processo de retomada econ√īmica e recupera√ß√£o dos empregos perdidos na crise.
Guedes ressaltou que a rapidez das a√ß√Ķes governamentais para limitar os efeitos negativos da Covid 19 sobre a economia foram bem sucedidos, resultando numa queda do PIB e n√≠vel de desemprego inferiores ao que os analistas projetaram no in√≠cio da crise. Guedes disse que o pr√≥ximo passo s√£o as reformas. ‚ÄúH√° muita reforma pela frente. Vamos transformar essa recupera√ß√£o c√≠clica numa retomada de crescimento sustent√°vel‚ÄĚ.
O presidente da Abrapp, Lu√≠s Ricardo Marcondes Martins, que dirigiu o painel de encerramento, disse que ‚Äúa previd√™ncia complementar est√° na agenda priorit√°ria do Estado e √© parceira do governo‚ÄĚ. Apesar de alguns problemas t√©cnicos que impediram algumas vezes a conex√£o dos participantes, nesse que foi o primeiro Congresso realizado 100% online pela entidade, a iniciativa da Abrapp √© considerada por Martins como um sucesso. ‚ÄúA Abrapp aceitou os desafios colocados para levar aos senhores muito conte√ļdo e debate e as in√ļmeras janelas de oportunidades‚ÄĚ.