i9 Capital entra na gestão
Consultoria fundada em 2015 por profissionais oriundos da Risk Office cria braço de gestão de recursos para atender demanda crescente dos clientes

No início de 2020 a FIPECq, fundo de pensão da FINEA, IPEA, CNPq, entre outros, contratou a i9 Capital para a estruturação de um fundo exclusivo que compra cotas de fundos de terceiros no mercado, seja de renda fixa, variável ou multimercados. Segundo o presidente da EFPC, Claudio Munhoz, a gestora tem uma agilidade maior do que a entidade para fazer a alocação dos recursos de maneira apropriada e aproveitar taticamente as oportunidades de investimento, que nem sempre duram muito tempo, e também para defender a carteira em momentos de estresse e aumento da volatilidade nos mercados.
A i9 Capital, que iniciou suas atividades em fevereiro de 2019, é uma ramificação da i9 Advisory, consultoria de investimentos constituída em 2015 por profissionais egressos da Risk Office, como Relton Rodrigues, Jordanno Santos, Rone Almeida e Diego Condado. Segundo Rodrigues, a decisão de deixar a Risk Office e criar uma nova consultoria decorreu da percepção do grupo de que a antiga casa não atendia os clientes da melhor maneira possível, por não oferecer uma participação efetiva no processo de tomada de decisão dos investimentos. “Nossa proposta é ser uma consultoria mais participativa, e para isso costumamos ter membros da nossa equipe integrando os comitês de investimento das fundações, auxiliando na construção dos portfólios”, afirma o sócio da i9 Advisory.
A consultoria tem uma carteira com 65 clientes, sendo 32 fundos de pensão e a outra metade formada por family offices, seguradoras e empresas. “No início das nossas atividades começamos a atender fundos de pensão patrocinados por multinacionais que já eram nossos clientes na Risk Office, como a PRhosper da Rhodia, a GEBSAPrev da General Eletric, a Previplan da Clariant e a PreviBayer”, diz Rodrigues. “Com o tempo, fomos crescendo e recebendo demanda de outros clientes, e hoje cerca da metade dos fundos de pensão que atendemos são patrocinados por multinacionais enquanto a outra metade divide-se em patrocinadoras estatais e empresas de menor porte”. Ao todo, o portfólio dos investidores atendidos pela i9 Advisory soma cerca de R$ 70 bilhões em investimentos, diz Rodrigues.

“Após termos alcançado um tamanho razoável, passamos a receber uma demanda dos próprios fundos de pensão para assumir o trabalho de implantação das estratégias que traçamos para eles”, afirma Rodrigues. Segundo ele, embora em um primeiro momento a consultoria tenha relutado em assumir esse papel, diante da procura crescente de clientes pelo serviço, em meados de 2018 a i9 Advisory iniciou os trabalhos para criar a i9 Capital. A nova frente de negócios, por questões regulatórias e de compliance, tem uma equipe segregada que não se relaciona diretamente com o time da consultoria.
“A i9 Advisory traça o cenário e as melhores alternativas de investimento, e o fundo de pensão então tem uma nova conversa com a i9 Capital para que ela faça a efetivação da estratégia por meio de fundos exclusivos, que compram cotas de fundos de terceiros no mercado”, diz Rodrigues. Liderada pelo gestor Guilherme Piantino, a asset conta com o apoio de dois executivos vindos da consultoria, Diego Condado e Silvio Santos (ex-HSBC e Tag Investimentos). “Entendemos a política de investimentos da fundação, suas metas de rentabilidade, e conseguimos customizar um produto com as características específicas de cada entidade através da estrutura de um fundo exclusivo”, diz Condado. “E com redução de custos para o cliente se comparado a uma alocação que ele fizesse por conta própria”, complementa.
Atualmente a i9 Capital já tem cerca de R$ 3 bilhões em ativos sob gestão, de quatro clientes fundos de pensão e uma empresa que já eram atendidos pela consultoria. A gestora não tem fundos abertos, e no momento não pensa em atuar com esse formato de produto. “Nosso papel é encontrar os melhores gestores de recursos e fazer a alocação do capital dos investidores de acordo com as diretrizes que nos foram passadas”, afirma Condado.