Mainnav

Fundos florestais da Lacan passam bem pelo teste do coronavirus

guilherme monteiro LacanA pandemia exigiu ajustes operacionais dos gestores de fundos florestais, obrigados a alterar a rotina de suas equipes de campo que visitam as propriedades onde ficam as florestas. Na Lacan Investimentos, as quase 400 pessoas desse time passaram sem trope√ßos por um ajuste aos novos protocolos, com um √ļnico caso de Covid entre eles. No mercado, o comportamento da celulose ajudou, com uma melhora na margem de pre√ßos gra√ßas ao c√Ęmbio e √† maior demanda por celulose de eucalipto para a produ√ß√£o de papel com fins sanit√°rios e higiene pessoal, em alta com a Covid, informa o s√≥cio da casa, Guilherme Monteiro.
No balan√ßo geral at√© agora, a crise trouxe mais benef√≠cios do que malef√≠cios a esses ve√≠culos, reafirmando sua resili√™ncia, estima o gestor. Os dois fundos da Lacan j√° investidos n√£o sofreram impactos e tiveram devolu√ß√£o de capital em junho. Os fundos de pens√£o ‚Äď 34 deles investem em produtos da casa ‚Äď seguem com demanda firme, embora tenham dado um tempo entre mar√ßo e maio para entender o que estava ocorrendo no auge da crise. O protagonismo do setor florestal como sequestrador de carbono refor√ßa o apetite dos institucionais que procuram alternativas rent√°veis e adequadas aos princ√≠pios ASG.
O segundo fundo da Lacan, iniciado em 2016, est√° em fase final de investimentos e deve chegar ao final de 2021 com 100% do capital endere√ßado. O terceiro fundo, com projetos diversificados e um dos focos em biomassa ‚Äď etanol de milho -, iniciou capta√ß√£o em mar√ßo e completou a primeira tranche antes do impacto da pandemia. A segunda tranche est√° sofrendo os efeitos da crise mas os road-shows remotos est√£o funcionando bem e a expectativa √© de captar R$ 300 a R$ 400 milh√Ķes at√© o final do ano, diz o gestor de produtos alternativos da Lacan, Guilherme Ferreira. Os pre√ßos do etanol, que preocuparam no in√≠cio da crise, j√° voltaram ao normal. Outro projeto do fundo est√° ligado √† produ√ß√£o de celulose destinada √† ind√ļstria de embalagens, um dos segmentos que foram turbinados pela pandemia e pela delivery de produtos.