Mainnav
Fator_01.12.21

XP aposta na demanda por fundos de crédito estruturado em 2022

Bruno Castro XPEmbora o cen√°rio ainda esteja incerto para o investidor brasileiro em 2022, Bruno Castro, CEO da XP Asset Management, diz que a casa j√° tem algumas vertentes bem delineadas para a renda fixa, por conta da migra√ß√£o que o juro elevado provoca nas carteiras. ‚ÄúEstamos lan√ßando um fundo de IPCA + e acreditamos que os grandes fluxos daqui para a frente ocorrer√£o em renda fixa e nos fundos internacionais, mas seguidos de perto tamb√©m pelos fundos alternativos‚ÄĚ, diz o gestor.
No cr√©dito estruturado, a asset aposta no crescimento da fam√≠lia de tr√™s fundos da casa que seguem essa estrat√©gia, com diferentes n√≠veis de concentra√ß√£o e risco mas sem atingir o n√≠vel de hight yeld. ‚ÄúO cr√©dito estruturado dever√° ser um dos grandes cavalos em 2022‚ÄĚ, aposta Castro.
Est√£o no alvo da casa tamb√©m os fundos de investimento imobili√°rio de desenvolvimento e produtos Fiagro, estrat√©gias de infraestrutura e um pipeline forte de deb√™ntures para os pr√≥ximos tr√™s meses. Al√©m disso, a gestora refor√ßou sua estrutura de ETFs e desde dezembro de 2020 j√° criou oito novos deles, elevando para dez o total desses fundos, com patrim√īnio atual de R$ 2,5 bilh√Ķes.