Mainnav

Fala de Guedes sobre teto de gastos impacta ativos imobili√°rios

Luis StacchiniNaviCapitalO impacto das das declara√ß√Ķes do ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito de obter uma licen√ßa para furar o teto de gastos foi sentido em cheio em todos os mercados nesta quinta (21/10) e os indicadores do mercado de ativos imobili√°rios n√£o foram exce√ß√£o. O IFIX, √≠ndice de fundos de investimento imobili√°rio listados na B3, caiu 0,49% no encerramento da sess√£o, a 2.724,94 pontos. O IMOB, √≠ndice que avalia o desempenho m√©dio das cota√ß√Ķes das a√ß√Ķes de maior representatividade do setor imobili√°rio e da constru√ß√£o civil, oscilou entre 4% e 6% de queda. "Foi um dia de terror na terra por conta dos coment√°rios sobre o furo do teto‚ÄĚ, observa Luis Stacchini, s√≥cio e gestor de real estate da Navi Capital.
Ao mesmo tempo, a curva longa de juros abriu, refletindo a preocupa√ß√£o com o risco-pa√≠s. Os pr√™mios dos fundos imobili√°rios em rela√ß√£o √†s NTN-Bs mais longas (para 2055) tamb√©m subiram, saltando de IPCA + 5,1% no dia 18 para IPCA + 5,5% hoje. ‚ÄúEsse pr√™mio era de IPCA + 3,5% no come√ßo deste ano, ent√£o a abertura foi muito agressiva e isso gera impacto relevante no custo do capital e nos pre√ßos dos ativos‚ÄĚ, explica o gestor.
O fundo de real estate da Navi, um fundo de fundos de FII (NAVT11) √© jovem e fez seu IPO em abril deste ano, com uma carteira que aloca 35% dos recursos em FIIs de cr√©dito, parcela que ser√° ampliada, detalha Stacchini. Na parte alocada no segmento de ‚Äútijolo‚ÄĚ, a maior posi√ß√£o √© em contratos atipicos de longo prazo, que devem ser beneficiados pela alta do IPCA. ‚ÄúJuro alto n√£o combina bem com FII de modo geral, mas acreditamos que o tipo de gest√£o ativa que fazemos nos permitir√° continuar a gerar alfa, como temos feito desde o IPO", afirma. Segundo Stacchini, o mercado de FIIs est√° muito sens√≠vel para a quest√£o fiscal do pa√≠s e isso tem reflexo na precifica√ß√£o dos ativos, principalmente nos fundos imobili√°rios de tijolo.