Mainnav

Bram vai estrear em FoFs de private equity até o final deste ano

Adilson FerrareziBradescoCom R$ 80 bilh√Ķes sob gest√£o em fundos de fundos (FoFs), a √°rea de solu√ß√Ķes de investimento da Bradesco Asset Management (Bram) prepara sua estr√©ia na √°rea de ativos alternativos, o que incluir√°, at√© o final deste ano, a oferta do primeiro FoF de private equity da casa. O objetivo √© fazer opera√ß√Ķes prim√°rias, secund√°rias e de co-investimento, informa o superintendente e principal executivo da √°rea de solu√ß√Ķes de investimento da gestora, Adilson Ferrarezi.
Segundo Ferrarezi, a inten√ß√£o √© atrair tamb√©m investimentos das entidades fechadas de previd√™ncia complementar, que hoje j√° respondem por aproximadamente R$ 8 bilh√Ķes, ou 10% do total de recursos sob gest√£o em fundos de fundos da Bram.
‚ÄúAl√©m disso, temos um pipeline bem recheado para 2022 e esperamos lan√ßar no pr√≥ximo ano tr√™s novos FoFs, sendo o primeiro deles j√° no primeiro quadrimestre, voltado para aloca√ß√£o em ativos de infraestrutura‚ÄĚ, detalha. Em seguida vir√£o um fundo de fundos florestais (timberland) e um de private equity no exterior. ‚ÄĚO acesso a esses produtos ser√° no modelo condominial mas esses portfolios poder√£o ser inclu√≠dos tamb√©m nos mandatos exclusivos das funda√ß√Ķes‚ÄĚ, lembra o superintendente da √°rea de solu√ß√Ķes.