Mainnav

Publicidade em produtos de investimentos agora deve ser explicita

influencerEntraram em vigor nesta segunda-feira (13/11) as regras da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) para a contratação de influenciadores digitais destinados a atuar como publicitários de produtos de investimento.
As normas v√£o garantir que os investidores saibam, com clareza, quando determinado conte√ļdo √© uma publicidade, diz Luiz Henrique Carvalho, gerente de Representa√ß√£o de Distribui√ß√£o de Produtos de Investimento da Anbima. ‚ÄúCom acesso √† informa√ß√£o clara e transparente, o investidor tem mais insumos para identificar, por exemplo, um conflito de interesse‚ÄĚ.
O influenciador contratado deve informar, verbalmente ou por escrito, quando o conte√ļdo for propaganda assim como o nome do contratante. Todas as rela√ß√Ķes comerciais dever√£o ser regidas por um contrato, que deve informar os meios de divulga√ß√£o, a descri√ß√£o geral dos produtos divulgados e se eles envolvem uma atividade regulada, como an√°lise ou recomenda√ß√£o, al√©m da remunera√ß√£o e a vig√™ncia.
Embora as regras n√£o sejam voltadas para os influenciadores e nem prevejam puni√ß√Ķes para esses profissionais, eles foram consultados durante a audi√™ncia p√ļblica, realizada entre maio e junho deste ano, que resultou nas regras para a contrata√ß√£o de influenciadores digitais.
A audi√™ncia dos influenciadores cresceu 140% nos √ļltimos tr√™s anos, passando de 74 milh√Ķes para 176,3 milh√Ķes de seguidores, segundo a quinta edi√ß√£o do FInfluence ‚Äď quem fala de investimentos nas redes sociais. O estudo apontou que 49% dos 515 influenciadores mapeados tinham rela√ß√Ķes com institui√ß√Ķes do mercado. Foram identificadas 364 parcerias, que incluem contrata√ß√Ķes para publicidade, participa√ß√£o em eventos, como lives e presenciais, e nos quadros de funcion√°rios e societ√°rio.