Mainnav

Discurso de Bolsonaro foi devastador para o mercado, diz Tatulli

Rogerio TatulliPreviEricssonCom a divulga√ß√£o nesta quinta-feira do IPCA de agosto, que elevou a varia√ß√£o desse indicador para 9,68% no per√≠odo de 12 meses, o impacto da crise pol√≠tico-institucional produzida pelos pronunciamentos do presidente da Rep√ļblica no dia 07 de setembro ganhou um tempero ainda mais apimentado nos mercados. A soma de incertezas pol√≠ticas aos fatores econ√īmicos que j√° vinham aumentando a press√£o inflacion√°ria tornou mais dif√≠cil o desafio dos gestores de investimentos dos fundos de pens√£o na tentativa de cumprirem as metas de seus planos de benef√≠cios este ano. A avalia√ß√£o foi feita pelo diretor superintendente da E-Invest, nova denomina√ß√£o da Previ Ericsson, Rog√©rio Tatulli. ‚ÄúN√£o me lembro de ter visto uma uni√£o de tantos componentes ruins na mesa ao mesmo tempo; este ano, o gestor que conseguir bater meta atuarial deveria ganhar uma condecora√ß√£o da patrocinadora‚ÄĚ, ressalta.
Para o dirigente, os efeitos do pronunciamento do presidente da Rep√ļblica no dia 07 foram ‚Äúdevastadores‚ÄĚ para o mercado como um todo a partir da quarta-feira, trouxeram incertezas sobre a sustenta√ß√£o do parlamento ao governo e continuaram assim nesta quinta-feira (quando a bolsa operava em nova baixa e o d√≥lar em trajet√≥ria de alta frente ao real at√© pouco antes da divulga√ß√£o da carta √† na√ß√£o por Jair Bolsonaro). ‚ÄúO estrago foi forte nesses dois dias, acentuado pela extens√£o da fala do ministro Barroso, presidente do TSE. A not√≠cia da infla√ß√£o de agosto apenas acrescentou a pitada de tempero que faltava, com o IPCA mais alto dos √ļltimos vinte anos somando-se √†s incertezas sobre uma eventual ruptura pol√≠tico-institucional. Todos esses fatores abalaram o mercado e dificultam a tomada de decis√Ķes de investimentos‚ÄĚ, pondera Tatulli.
A situa√ß√£o traz dificuldades particulares para os gestores das funda√ß√Ķes porque todos t√™m metas a cumprir que s√£o atreladas a √≠ndices de infla√ß√£o (IPCA ou INPC em sua grande maioria) al√©m do juro atuarial utilizado pelos planos que est√°, na m√©dia do sistema, em 4,34%. ‚ÄúA press√£o sobre os pre√ßos dos combust√≠veis, dos alimentos e da bandeira vermelha na energia el√©trica, aliada aos riscos da crise h√≠drica ganharam ainda o componente de risco de desabastecimento produzido pelo bloqueio das rodovias. Tudo isso mostra que problemas n√£o faltam e que o final do ano ter√° uma pauta mais dif√≠cil para a gest√£o de investimentos‚ÄĚ, afirma.
No plano pol√≠tico-institucional, as falas do presidente no 07 de setembro ampliaram a dose de incerteza e, na opini√£o de Tatulli, as rea√ß√Ķes do presidente da C√Ęmara, Arthur Lira, do ministro Luis Fux, do STF e de outros atores institucionais que se pronunciaram a respeito haviam sido insuficientes para conter o aumento da sensa√ß√£o de risco. ‚ÄúEm primeiro lugar, o mercado esperava que o ministro da Economia, Paulo Guedes, tivesse aparecido em p√ļblico para se posicionar sobre a situa√ß√£o e isso n√£o aconteceu. Ent√£o resta apenas muita incerteza‚ÄĚ. Nesse sentido, as falas de Lira, Pacheco e Barroso acalmaram o mercado ‚Äúpero no mucho‚ÄĚ, diz Tatulli.
Al√©m disso, ele lembra que a pauta do governo ‚Äúest√° trocada‚ÄĚ e n√£o ser√° resolvida por meros discursos. ‚ÄúO presidente da Rep√ļblica voltou a falar de coisas que j√° foram votadas e derrotadas no Congresso Nacional, como a quest√£o do voto impresso. Com isso, ele colocou areia nas engrenagens do mercado‚ÄĚ, pontua.
Do ponto de vista pr√°tico da gest√£o de investimentos, resta aos fundos de pens√£o manter cautela redobrada este ano, montar portfolios defensivos e evitar qualquer mudan√ßa a√ßodada em suas estrat√©gias, √† espera de que seja poss√≠vel superar esta crise. ‚ÄúVamos super√°-la, como j√° fizemos antes, mas desta vez parece que a crise poder√° ser mais cara e a solu√ß√£o, mais demorada. At√© porque n√≥s mal est√°vamos come√ßando a sentir al√≠vio na economia com a melhora dos sinais da pandemia de Covid-19 e vieram outros fatores para azedar o cen√°rio, num movimento pol√≠tico que joga por terra uma s√©rie de coisas e paralisa os investimentos‚ÄĚ, avalia.
Os √ļnicos ganhadores com o clima de alta ansiedade e amea√ßas de ruptura, ressalta Tatulli, foram os grandes especuladores. ‚ÄúEles ganham mas n√≥s, que somos os guardi√Ķes do dinheiro dos participantes, precisamos minimizar as perdas de curto prazo enquanto procuramos enxergar as perspectivas a longo prazo e esse trabalho ficou mais dif√≠cil‚ÄĚ, enfatiza.
Se a atual crise trouxe alguma certeza na √°rea de investimentos foi a import√Ęncia da diversifica√ß√£o de riscos. ‚ÄúMeu eucalipto est√° l√°, crescendo e recebendo agora alguma chuva, sem saber nada da atual crise‚ÄĚ, diz ele referindo-se √† aloca√ß√£o da E-Invest em fundos florestais.
Al√©m disso, a entidade mant√©m investimentos diversificados em outras classes e tem, por exemplo, 8,63% dos ativos de seu plano BD em fundos de investimentos no exterior. No plano CD esse percentual √© de 8,07% e no plano CB est√° em 6,88%. ‚ÄúVamos seguir na dire√ß√£o de diversificar cada vez mais e sem mudan√ßas abruptas, fazendo apenas pequenos ajustes e aproveitando oportunidades no mercado at√© o final do ano‚ÄĚ, informa.