Governo abre consulta pública para estabelecer diretrizes do primeiro FII da União

O governo federal colocou, a partir desta quarta-feira, 21 de novembro, em consulta pública as diretrizes para a estruturação do primeiro fundo de investimento imobiliário da União, no mesmo dia em que o edital foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). O objetivo é modernizar a gestão do patrimônio da União com o aumento da rentabilidade e redução de gastos. O fundo terá como lastro parte da carteira de imóveis administrada pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Previstos na Lei nº 8.668 de 1993, com fundamento na Lei nº 13.240 de 2015, os fundos terão como objeto a alienação, locação ou outras atividades relacionadas aos ativos imobiliários de propriedade da União. “Queremos aumentar a eficiência na gestão do patrimônio com a diversificação das operações de administração desses bens. Nosso objetivo é reduzir o custo de administração desses imóveis e obter um melhor retorno financeiro”, informou o secretário do Patrimônio da União, Sidrack Correia, em comunicado.

Na lista constam 104 imóveis, urbanos e rurais, avaliados em R$ 383,1 milhões distribuídos por todas as regiões do país. O prazo para envio de sugestões e propostas é de 60 dias, a contar de hoje. As propostas serão analisadas pela SPU que, após essa análise, finalizará o edital para a contratação do administrador do fundo. Atualmente a SPU administra 681.157 imóveis de sua propriedade.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso