Fundo imobiliário de São Paulo inicia contagem regressiva para lançamento

O Fundo de Investimento Imobiliário do Estado de São Paulo, o primeiro do setor público no país, está prestes a iniciar as suas operações. Aprovado na última segunda-feira (10/12) pelo governo paulista, o regulamento do FII deve dar entrada no cartório, para registro, nesta quarta-feira. A seguir, após a obtenção do CNPJ do fundo, a Socopa, encarregada da administração, custódia e gestão do veículo de investimento, vai submeter o documento à apreciação da Comissão de Valores Mobiliário (CVM). "Pretendemos apresentar o documento à CVM, o mais tardar, até a última semana do ano", informa Marcelo Varejão, diretor de investimentos da Socopa. "O regulamento do fundo é bem aderente à Resolução 472 da CVM, razão pela qual estamos tranquilos. Se não houver questionamentos, o registro será concedido automaticamente após dez dias."

O passo seguinte será a contração de uma a três consultorias para a avaliação dos 264 imóveis, com valor estimado em R$ 1 bilhão, decisão que será tomada em conjunto pela Socopa, governo do Estado de São Paulo e o comitê de investimentos do FII, ainda a ser constituído. Com base nos laudos emitidos por esses prestadores de serviços, os ativos serão incorporados gradualmente à carteira do fundo. "Graças a um trabalho comercial que realizamos desde o início do ano, já há vários investidores e incorporadoras interessados em imóveis que serão alocados no fundo. A oferta efetiva de cotas ao mercado, no entanto, só deverá ter início em janeiro ou fevereiro", comenta Varejão.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso