Mainnav

Plano da Anapar deixa a Petros e migra para a Viva Previdência

claudia ricaldoni1A Anapar est√° transferindo a administra√ß√£o do seu plano Anarparprev, com 2.300 participantes e reservas pr√≥ximas a R$ 450 milh√Ķes, da Petros para a Viva Previd√™ncia. Segundo a diretora da Anapar, Cl√°udia Ricardoni, a transfer√™ncia deve ser concretizada antes do final do ano.
O processo de negocia√ß√£o com a Viva come√ßou em mar√ßo passado e foi sacramentado recentemente, depois de v√°rias reuni√Ķes envolvendo a Anapar, a Viva e a Petros. A Petros informou que seu Conselho Deliberativo j√° aprovou a transfer√™ncia, em 25 de agosto, e que continuar√° administrando o plano at√© a data efetiva da transfer√™ncia, que ser√° definida em conjunto pelas entidades e pelos instituidores do plano ap√≥s aprova√ß√£o do processo pela Superintend√™ncia Nacional de Previd√™ncia Complementar (Previc).
Segundo Cláudia, o envio da documentação à Previc deve ser feito neste mês. Além da Anapar, são instituidores do plano quatro outros sindicatos de trabalhadores portuários avulsos. Assim que a Previc aprovar a transferência o processo de mudança será iniciado, e a previsão é que seja concluído antes do final do ano, diz Cláudia.
‚ÄúNa Petros, pelo seu gigantismo, somos um plano pequeno e n√£o somos prioridade, mas na Viva a situa√ß√£o √© diferente. L√° vamos ser um dos maiores‚ÄĚ, explica Cl√°udia. ‚ÄúNossa mudan√ßa foi por isso, l√° haver√° um foco em cima da gente‚ÄĚ.


Consulta p√ļblica da Previc debate provis√£o para perdas em cr√©dito

previcA Superintend√™ncia Nacional de Previd√™ncia Complementar (Previc) est√° realizando consulta p√ļblica sobre crit√©rios de classifica√ß√£o dos ativos financeiros e as regras para constitui√ß√£o de provis√£o para perdas associadas ao risco de cr√©dito, a serem implementadas a partir de julho de 2021. A consulta p√ļblica compreende o per√≠odo entre 24 de Agosto e 30 de outubro.
O objetivo √© padronizar e estabelecer crit√©rios cont√°beis para constitui√ß√£o de provis√£o para perdas futuras associadas √† risco de cr√©dito, alinhadas √†s recentes altera√ß√Ķes das Normas Brasileiras de Contabilidade para adequarem-se √†s normas internacionais.
Os interessados em participar da consulta p√ļblica devem acessar o Sistema de Consulta P√ļblica da Previc, dispon√≠vel no sitio eletr√īnico da autarquia, no qual ser√£o registradas as sugest√Ķes e as respectivas justificativas.

Tosta de S√° deixa Mercatto e assume comando do Ibmec

Edição 226

 

Depois de quase 10 anos de atua√ß√£o na Mercatto Gest√£o de Recursos, da qual era s√≥cio desde 2001, Thom√°s Tosta de S√° resolveu vender sua participa√ß√£o na asset para se dedicar a outro desafio em sua extensa carreira no mercado de capitais. Formado em engenharia pela PUC-RJ, o executivo deve assumir a presid√™ncia do Ibmec ‚Äď Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (n√£o confundir com Ibmec Educacional, que √© uma empresa que administra faculdades e cursos de MBA). O ex-presidente da Comiss√£o de Valores Mobili√°rios (CVM), quando Fernando Henrique Cardoso foi Ministro da Fazenda, vai atuar em um cargo no qual pretende aplicar sua principal especialidade, que √© o desenvolvimento do mercado de capitais. Ele acumula outra fun√ß√£o similar, que √© a de coordenar h√° nove anos o comit√™ executivo do Plano Diretor do Mercado de Capitais, projeto liderado pela BM&FBovespa em conjunto com outras entidades do mercado. √Ä frente do Ibmec, poder√° tamb√©m atuar em seu mercado de origem, o Rio de Janeiro. Depois de passar mais de 30 anos trabalhando em S√£o Paulo, Tosta de S√° havia retornado ao Rio no in√≠cio dos anos 2000, para entrar na sociedade com a Mercatto. Agora, foi convidado para comandar o Ibmec, que √© uma entidade civil originada a partir da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro no in√≠cio da d√©cada de 1970. Tamb√©m conhecido como ‚ÄúIbmec institucional‚ÄĚ, a entidade tem a fun√ß√£o de promover pesquisas para o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro.