Mainnav

Tudo depende da Reforma da Previdência

Esta edi√ß√£o de Investidor Institucional traz o ranking Top Asset, em sua 43¬™ edi√ß√£o, com a participa√ß√£o de 145 assets e R$ 4,42 trilh√Ķes em recursos sob gest√£o na data de 31 de dezembro de 2018. O volume de recursos sob gest√£o cresceu 6,23% em seis meses e 11,27% em 12 meses, percentuais superiores √† infla√ß√£o dos dois per√≠odos. Alguns dos entrevistados para essa edi√ß√£o lembraram que esse crescimento, ainda mais intenso nos sistemas previdenci√°rios fora do INSS (formados pelos fundos de pens√£o, previd√™ncia aberta e RPPS), tem como principal raz√£o os debates sobre a Reforma da Previd√™ncia.
Ali√°s, a Reforma da Previd√™ncia √© o X da quest√£o de quase todas as an√°lises de economistas, que indicam que sem ela n√£o ser√° poss√≠vel resolver a quest√£o do desequil√≠brio fiscal e sem isso n√£o haver√° investimentos, gera√ß√£o de empregos e crescimento. Ou seja, apesar de um cen√°rio macro positivo, com infla√ß√£o sob controle e juros baixos, o mercado de capitais est√° com as barbas de molho. E tem raz√£o. √Äs d√ļvidas geradas pelas err√°ticas discuss√Ķes no Congresso Nacional sobre a Reforma da Previd√™ncia, com bate-bocas e jogos de faz de conta de v√°rios lados, soma-se um cen√°rio internacional no qual o mundo prepara-se para crescer menos nos pr√≥ximos anos. A Reforma da Previd√™ncia, se bem encaminhada e aprovada sem grandes mutila√ß√Ķes, talvez colocasse o Pa√≠s numa rota de crescimento econ√īmico pelos pr√≥ximos anos, apesar das dificuldades globais que se espera.
Al√©m do ranking Top Asset, essa edi√ß√£o traz algumas √≥timas reportagens. Falamos com o novo CEO da BlackRock, Carlos Takahashi, que promete devolver √† gestora, que foi pioneira nos fundos de investimento no exterior e nos ETF, o vigor perdido nos √ļltimos anos. E entrevistamos a CEO da Captalys, Margot Greenman, que mostra como pretende usar a desintermedia√ß√£o financeira para alavancar a √°rea de cr√©dito para pequenos neg√≥cios.
Esta edição tem também uma vigorosa reportagem sobre as novas gestoras surgidas de spin-off de casas consagradas, que se preparam para ocupar seu lugar no mercado, e outra sobre as casas de research que estão surgindo para oferecer serviços de análise ao mercado de investimentos profissional. Boa leitura.