Mainnav

Elos prepara estreia em fundos de investimento no exterior

RafaelVicchini Funda√ß√£o ElosA Funda√ß√£o Elos, o fundo de pens√£o dos funcion√°rios da CGT Eletrosul e da Engie Brasil, prepara a sua estreia em fundos de investimento no exterior. A entidade vem mantendo conversa√ß√Ķes com quatro gestores, mas ainda n√£o decidiu com quantos ir√° operar e se recorrer√° ou n√£o a op√ß√Ķes com prote√ß√£o cambial. ‚ÄúOutra hip√≥tese em estudo √© a constitui√ß√£o de um fundo exclusivo‚ÄĚ, diz o diretor administrativo e financeiro Rafael Vicchini. ‚ÄúVamos bater o martelo nas pr√≥ximas semanas, viabilizando a amplia√ß√£o do leque de aplica√ß√Ķes de nossos quatro planos.‚ÄĚ
Com ativos totais de R$ 3,5 bilh√Ķes e 4,5 mil participantes, dos quais 71,5% assistidos, a Elos cogita aloca√ß√Ķes em fundos ancorados em ativos externos desde o in√≠cio da d√©cada passada. H√° dois anos, a op√ß√£o passou a ser considerada de forma mais efetiva nas estrat√©gias da casa. ‚ÄúA inten√ß√£o √© realizar um aporte inicial por volta de R$ 120 milh√Ķes no come√ßo do segundo semestre e fechar o ano com cerca de 2% do patrim√īnio aplicado em fundos externos‚ÄĚ, diz Vicchini.
A renda fixa responde por 79,5% da carteira da entidade, cabendo uma fatia de 13,4% para a renda vari√°vel e participa√ß√Ķes entre 1,8% e 2,7% para investimentos estruturados, im√≥veis e opera√ß√Ķes com participantes. Em 2020, esse portf√≥lio garantiu retornos na faixa de 3,61% a 9,72% aos quatro planos da Elos, dois de Benef√≠cio Definido (BD) e dois de Contribui√ß√£o Definida (CD), todos abaixo das metas atuariais e dos √≠ndices de refer√™ncia.