Rolim acha que os RPPS devem seguir legislação dos fundos de pensão

Em entrevista à revista Investidor Institucional o secretário de Previdência, Leonardo Rolim, disse que as normas que regem os investimentos dos fundos de pensão e dos RPPS tem caminhado numa mesma direção e que, não imediatamente mas num segundo momento, os regimes próprios poderiam vir a ser orientados pela Resolução 4.661. A Resolução 4.661 é o normativo de investimentos dos fundos de pensão.

Rolim também disse que a secretaria estuda ampliar as possibilidades de investimento dos RPPS, incluindo alternativas de risco reduzido e maior rentabilidade, como por exemplo os empréstimos consignados para funcionários públicos.

Em relação ao sistema de previdência complementar, Rolim sinalizou que pretende encaminhar um debate com as entidades abertas e fechadas de previdência “para desenhar um novo modelo em que não haja canibalização”. O desenho desse modelo, segundo ele, seria debatido em paralelo com a discussão da reforma da previdência, e seria “um modelo de atração de investimentos na previdência complementar, tanto na aberta quanto na fechada, onde elas estejam integradas”.

Na entrevista à Investidor Institucional o secretário também falou sobre vários aspectos da reforma da previdência, como a saída dos que não podem pagar do sistema previdenciário, passando para uma área de assistência social.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso