Presidente do Banestes renuncia após operação da Polícia Federal

O diretor-presidente do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), Vasco Cunha Gonçalves, renunciou ao cargo de diretor-presidente da instituição na última terça-feira, 29 de fevereiro, após a operação Circus Maximus, da Polícia Federal, ser deflagrada. Ele é um dos investigados na operação que apura o pagamento de propinas a diretores e ex-diretores do Banco de Brasília (BRB), onde Gonçalves atuou nos últimos anos antes de assumir o comando do Banestes na segunda-feira, dia 28 de fevereiro. 

Segundo comunicado do Banestes, o próximo diretor-presidente será indicado pelo Governo do Estado do Espírito Santo e eleito pelo Conselho de Administração do banco, sendo posteriormente submetido à aprovação dos órgãos competentes. “Em função dos fatos tornados públicos na operação Circus Maximus, totalmente alheios ao Banestes, a administração do banco designou o diretor de tecnologia da instituição, Silvio Henrique Brunoro Grillo, para exercer interinamente o cargo de diretor-presidente, acumulando as duas funções”.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso