Fundo de pensão da Noruega exclui Vale de sua carteira por causa de Brumadinho

O KLP, maior fundo de pensão da Noruega, excluiu as ações da Vale de sua carteira de investimentos por causa do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), em janeiro, que deixou até o momento 235 mortos e 35 desaparecidos. Segundo o fundo de pensão norueguês, o acidente "constitui um risco inaceitável" que contribui para "graves violações dos direitos humanos e sérios danos ambientais". O fundo, que gere ao todo R$ 294 bilhões, vendeu o equivalente a R$ 43,9 milhões em papéis da companhia brasileira que detinha em seu portfólio.

"Também é um agravante o fato de a empresa ter se envolvido em dois graves eventos semelhantes em um intervalo de poucos anos”, acrescentou, em nota, Jeanett Bergan, chefe de investimentos responsáveis no KLP, referindo-se ao rompimento da barragem em Mariana (MG), que matou 19 pessoas em 2015.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso