Mainnav

Principais planos da Petros sofrem perdas em agosto

A s√©rie de bons retornos alcan√ßados desde abril pela Petros, o fundo de pens√£o dos funcion√°rios do grupo Petrobras, foi interrompida em agosto. Os tr√™s principais planos administrados pela entidade ‚Äď PPSP-R, PPSP-NR e PP-2 ‚Äď apresentaram retra√ß√Ķes de 0,8%, 0,6% e 0,7% no √ļltimo m√™s, elevando as suas perdas no ano para -1,8%, -2% e -2,8%, respectivamente.
O resultado de agosto foi pressionado por desvaloriza√ß√Ķes na renda fixa e na renda vari√°vel. No PPSP-R e no PPSP-NR, de Benef√≠cios Definidos (BDs), os investimentos renda fixa, concentrados em t√≠tulos p√ļblicos marcados a mercado, ca√≠ram 2,7% e 2,5%, respectivamente, pressionados pela forte queda dos t√≠tulos mais longos indexados √† infla√ß√£o. Na renda vari√°vel, as aplica√ß√Ķes tiveram retra√ß√£o de 1,3% no PPSP-R e de 1,5% no PPSP-NR, acompanhando o desempenho negativo do Ibovespa, que recuou 3,4% no per√≠odo.
No PP-2, de Contribui√ß√£o Vari√°vel (CV), a renda fixa caiu 0,3%, sofrendo menos impacto que os PPSPs em fun√ß√£o do perfil da carteira de t√≠tulos p√ļblicos, composta, em grande parte, por pap√©is marcados na curva. J√° na renda vari√°vel, houve queda de 1,9%.