Mainnav

Nucleos tem rentabilidade negativa em fevereiro

O N√ļcleos, fundo de pens√£o das empresas Eletronuclear, Eletrobras Termonuclear, INB e Nuclep, fechou o m√™s de fevereiro com rentabilidade negativa de -0,66% em sua carteira de investimentos. Com isso, seu Plano B√°sico de Benef√≠cios apresentou d√©ficit de R$ 91,14 milh√Ķes em fevereiro, elevando o d√©ficit acumulado para R$ 231,6 milh√Ķes, equivalente a 5,44% das provis√Ķes matem√°ticas.
Segundo nota da entidade, dois fatores pesaram no desempenho negativo de feveereiro. O primeiro foi o aumento da curva de juros doméstica, que afetou boa parte das reservas alocadas em NTN-B da fundação, e o segundo foi a inflação elevada do mês de fevereiro, que impactou a meta atuarial que corrige o passivo do Nucleos.
De acordo com a nota da funda√ß√£o, ‚Äúo momento pelo qual o mundo est√° passando √© de extrema incerteza e as preocupa√ß√Ķes com o futuro t√™m estreita rela√ß√£o com o ambiente de pandemia que estamos vivendo. As autoridades ao redor do mundo est√£o agindo de forma a mitigar os impactos econ√īmicos, socorrendo as na√ß√Ķes com inje√ß√£o de elevado volume de recursos. Acreditamos que a normalidade est√° se aproximando e refor√ßamos a confian√ßa de que os investimentos ir√£o se recuperar brevemente, devendo reverter o resultado atual e levando o Nucleos novamente para uma situa√ß√£o de equil√≠brio‚ÄĚ.