Previdência aberta tem captação líquida de R$ 6,4 bilhões em julho

A captação líquida da previdência privada complementar aberta, representada pela diferença entre os novos depósitos e os resgates, foi de R$ 6,4 bilhões em julho, com expansão de 168,2% frente a igual mês do ano anterior. No acumulado dos sete primeiros meses deste ano, a captação líquida soma R$ 26,8 bilhões, volume 38,4% maior que o verificado em igual intervalo do ano anterior.

De acordo com a FenaPrevi, entidade que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país, o número de brasileiros com planos de previdência somava 13,2 milhões em julho e as reservas alcançavam a marca de R$ 898,7 bilhões no mês, volume 12,9% superior ao registrado em julho de 2018.

Segundo o presidente da FenaPrevi, Jorge Nasser, “já haviam os identificado uma forte retomada das contribuições no primeiro semestre deste ano e os dados de julho confirmam que os indivíduos estão ampliando suas contribuições em planos de previdência para garantir renda complementar na aposentadoria”.

Os planos VGBL lideraram os novos depósitos, com 93% dos aportes realizados no mês de julho. Já os planos PGBL responderam por 6% dos novos ingressos no mês, enquanto o 1% restante foi direcionado para planos tradicionais, não mais comercializados pelas seguradoras.

Dos novos depósitos, 90% foram feitos em planos individuais, contra 9% em planos coletivos (oferecidos por empresas a seus funcionários) e 1% em planos tradicionais.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso