Itaú Unibanco, Dibens e CVM firmam acordo para encerrar processo

O Itaú Unibanco e a Dibens Leasing fecharam acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para encerrar processo administrativo instaurado para analisar possível infração na negociação de debêntures em período vedado, isto é, 15 dias anteriores à divulgação de resultados trimestrais. A operação ocorreu em abril de 2018.
Com o acordo, a Dibens e o Itaú Unibanco pagarão à CVM multa R$ 40 mil, cada, e Ricardo Nuno Delgado Gonçalves, presidente da Dibens e diretor do Itaú Unibanco, pagará R$ 150 mil.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso