Santander ultrapassa Itaú em rentabilidade sobre patrimônio

A Rentabilidade Sobre o Patrimônio (ROE) do Santander Brasil ultrapassou a do Itaú Unibanco no período de 12 meses encerrados em setembro último, segundo levantamento da consultoria Economática. A consultoria pesquisou 45 bancos em todo o mundo, com ativos acima de U$ 100 bilhões, e o ROE dos bancos brasileiros estão no topo da lista no período.

O Santander Brasil registrou ROE de 19,25% no período, seguido pelo Itaú Unibanco com 18,59%, Bradesco com 17,97% e Banco do Brasil com 17,71%. Na quinta colocação está o Royal Bank of Canadá com 16,13%, seguido pelo banco HDFC Bank da Índia com 15,29% e Northern Trust Corp dos Estados Unidos com 14,46%. Na lista dos 10 maiores ROEs em 12 meses até setembro de 2019, o 8º lugar coube ao Canadian Imperial Bank of Commerce do Canadá, com 14,34%, seguido pelo US Bancorp dos Estados Unidos com 14,02% e pelo Bank of Nova Scotia do Canadá, com 13,46%.

A base de dados da Economatica é composta por 453 bancos da América Latina, Estados Unidos e outras partes do mundo com ADRs (American Depositary Receipt) negociados no mercado norte-americano.

Evolução – Segundo a consultoria, o ROE do Santander Brasil sempre foi inferior a 10% no período entre setembro de 2008 e junho de 2015, tomando impulso a partir do 2° trimestre de 2016 quando saiu de 8,3% para 19,25% no 3° trimestre de 2019, sempre considerando o período de 12 meses acumulados.

Já com o Itaú Unibanco vem ocorrendo o contrário, pois sempre foi o banco mais rentável entre o 3° trimestre de 2014 e o 2° trimestre de 2018, mas passou a alternar a liderança com o Santander Brasil a partir do 4° trimestre de 2018 segundo o estudo da Economática.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso