Apex oferece previdência complementar

Wagner Mardegan

Edição 247

Agência de Exportações contrata BB Previdência para administrar plano.

A Agência Brasileira de Promoção das Exportações (Apex-Brasil) está abrindo um plano de previdência complementar para seus funcionários. Depois de realizar um processo de seleção em que participaram sete fundos multipatrocinados, a agência escolheu a BB Previdência (entidade multipatrocinada ligada ao Banco do Brasil) para administrar o plano. Pertencente ao chamado Sistema S, do qual fazem parte o Sesc, Sesi, Sebrae, entre outras entidades, a Apex-Brasil foi fundada em 2003 e conta atualmente com um quadro de 230 funcionários.

A agência surgiu como um órgão com atuação vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, mas seu quadro de funcionários não faz parte da administração direta da União. Com a necessidade de atrair e reter talentos, o conselho da Apex decidiu oferecer um plano de benefícios para seus funcionários. A iniciativa também foi motivada com a inclusão do plano no Acordo Coletivo de 2012 com o sindicato que representa os funcionários da agência.

O processo de seleção do administrador foi realizado no segundo semestre do ano passado e aprovado pela Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) em março de 2013. Além da BB Previdência participaram outros fundos multipatrocinados, entre eles, o Sebraeprev – fundo de pensão do Sebrae. “Entre os critérios de avaliação, destacou-se a composição das taxas de carregamento e de administração, considerando sua influência direta nos ativos do plano”, diz Wagner Mardegan, diretor superintendente da BB Previdência.

O processo de adesão ao novo plano começou em abril com expectativa de alcançar cerca de 90% de ingresso do quadro da agência. Denominado ApexPrev, o plano cobre os benefícios de aposentadoria normal e antecipada e benefício por invalidez e morte. O plano foi desenhado na modalidade de contribuição definida. Os participantes definem o valor da contribuição que é acompanhada na mesma proporção pela patrocinadora. O valor do aporte pode ser revisto anualmente.

A política de investimentos do plano da Apex deve seguir as linhas gerais da gestão dos recursos da BB Previdência. O fundo está realizando atualmente um estudo de ALM (Asset Liability Management) para definir novos limites e perfis para suas carteiras de renda fixa e variável. A principal novidade é que na renda fixa, a entidade está trabalhando com maior flexibilidade para aumentar a alocação em crédito privado em até 20% dos recursos garantidores de cada plano.

Resultados – A BB Previdência encerrou 2012 com um patrimônio de R$ 2,2 bilhões, com crescimento de 26% em comparação com o ano anterior. A entidade conta atualmente com 43 plano de benefícios, 51 patrocinadoras e 2 instituidores – que totalizam cerca de 70 mil participantes ativos. O crescimento foi proporcionado pela manutenção dos aportes dos planos e pela conquista de novas patrocinadoras – foram duas novas em 2012.

Ainda no ano passado, a BB Previdência iniciou processo de redução das metas financeiras e atuariais dos planos. “Preservando o necessário equilíbrio financeiro, reduzimos as metas atuariais da maioria dos planos administrados por nós, iniciando processo de adaptação às novas regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar”, diz Mardegan. A entidade pretende reduzir as metas gradualmente de acordo ao corte anual de 0,25 ponto até chegar ao nível de 4,5% da meta em 2018.

A rentabilidade média líquida dos planos administrados pela BB Previdência foi de 20,89%, bem acima da meta atuarial de INPC mais 6% – que ficou em 12,57%. “Cabe ressaltar que o desempenho se deu em uma conjuntura de acentuada queda nas taxas de juros básicos da economia brasileira, instabilidade nos mercados internacionais e baixo crescimento econômico”, diz o diretor da BB Previdência.