Mainnav

FIPs no contexto atual das EFPC _ Arlete de A. S. Nese e Flavio M. Rodrigues

Arlete de A. S. Nese
Arlete de A. S. Nese

Edição 346

Em momento de ciclo econ√īmico de alta infla√ß√£o e juros crescentes, muitas EFPC aproveitam para alocar novos recursos em investimentos de menor risco ou mesmo se desfazem da exposi√ß√£o em maior risco. Nesse contexto, por que investir em ativos alternativos como os fundos de investimentos em participa√ß√£o (FIP)? Quem investe nesta classe de ativos no mundo? O que √© essencial saber antes de investir em FIP? Procuramos responder a essas perguntas no livro ‚ÄúPrivate Equity e Venture Capital no Brasil: governan√ßa, cria√ß√£o de valor

Não faltam ideias, mas senso de urgência _ Adriana Dupita

Adriana Dupita
Adriana Dupita

Edição 346

Faltando menos de quatro meses para a elei√ß√£o presidencial de 2022, o mercado segue no escuro sobre o que esperar para a pol√≠tica econ√īmica de 2023 em diante. A incerteza na economia associada a quem vencer√° a elei√ß√£o n√£o √© exatamente uma novidade. O que enseja reflex√£o √© porque esta incerteza persiste mesmo depois de in√ļmeras reformas que buscavam justamente tornar a pol√≠tica econ√īmica mais previs√≠vel e menos dependente das ideias do presidente de turno.
Os problemas da economia brasileira s√£o profun

Cuidados a tomar na migração para o RPC Ricardo Pena

Ricardo Pena
Ricardo Pena

Edição 345

A reforma da previd√™ncia de 2019 obrigou, por motiva√ß√Ķes fiscais e demogr√°ficas, os Entes Federativos que t√™m o RPPS/Regime Pr√≥prio de Previd√™ncia Social a institu√≠rem o RPC/Regime de Previd√™ncia Complementar para os novos servidores p√ļblicos, na modalidade de contas individualizadas em planos de CD/Contribui√ß√£o Definida administrados por EFPC ou EAPC, e limitou as aposentadorias e pens√Ķes no RPPS ao teto do RGPS (atualmente em R$ 7.087,22). Al√©m disso, pelo ¬ß 16 do art. 40 da CF, inclu√≠do desde a EC

Padrão de vida futuro mais previsível Robert C. Merton, Arun Muralidhar, Alexandre A.Vitorino e Azita Sharif

Edição 345

O secret√°rio do Tesouro Nacional, Dr. Paulo Valle, anunciou o plano de oferecer, a partir deste ano, atrav√©s do Tesouro Direto, um novo t√≠tulo p√ļblico para a previd√™ncia complementar dos brasileiros. Este t√≠tulo in√©dito √© baseado na Standard-of-Living, Forward-starting, Income-only Securities (SeLFIES), inova√ß√£o desenvolvida originalmente pelos professores Robert C. Merton e Arun Muralidhar. A vers√£o adaptada para o Brasil deste novo t√≠tulo foi proposta por Merton, Muralidhar e Vitorino em 2020, que levou

Cresce o mercado secund√°rio de FIPs Renato Abissamra

Renato Abissamra
Renato Abissamra

Edição 345

Os ativos privados ganham relev√Ęncia no portf√≥lio dos brasileiros ano ap√≥s ano. Investidores institucionais e as fam√≠lias passaram a discutir a aloca√ß√£o em estrat√©gias como Private Equity, Venture Capital, Infraestrutura, Imobili√°rio e Florestal nas √ļltimas duas d√©cadas. O volume dos investimentos aumenta nos momentos de baixa da taxa de juros, realidade cada vez mais comum para os investidores locais.
A impossibilidade de resgate das posi√ß√Ķes a qualquer tempo, como nos investimentos em a√ß√Ķes e renda

Ventos a favor na Infraestrutura Igino Zucchi de Mattos

Igino Zucchi de Mattos
Igino Zucchi de Mattos

Edição 344

As editorias de neg√≥cios dos jornais trouxeram manchetes animadoras recentemente, como essas: g√°s potencializar√° reindustrializa√ß√£o da economia; novo pr√©-sal caipira; energia renov√°vel superando a gera√ß√£o de Itaipu; autoriza√ß√Ķes de ferrovias superam expectativas do Governo; portos batem recordes de circula√ß√£o com rentabilidade; rodovias em marcha acelerada pelo pa√≠s; ilumina√ß√£o p√ļblica e smart cities trazendo inova√ß√£o para as cidades; universaliza√ß√£o do saneamento trar√° R$ 753 bilh√Ķes em novos investimento

Os movimentos do mercado em 2022 Isabel Lemos

Isabel Lemos
Isabel Lemos

Edição 344

Trabalho no mercado h√° muitos anos e sou apaixonada pela √°rea de mercado de equities. Me encanta a rapidez com que seus agentes precificam cada not√≠cia, sejam estas diretamente relacionadas √†s empresas ou a temas globais. Dif√≠cil ter um assunto que passe despercebido e n√£o impacte de alguma foma empresas, setores e, consequentemente, os √≠ndices. O mercado de a√ß√Ķes, que por muitas vezes parece ter movimentos brutos e complexos, est√°, no fundo, sendo ajustado e precificado por diversas vari√°veis que s√£o apre

Balanceamento das carteiras é essencial Fernando Lovisotto

Fernando Lovisotto
Fernando Lovisotto

Edição 343

Passado mais um ano, podemos dizer que muitas Entidades Fechadas de Previd√™ncia Complementar (‚ÄúEFPCs‚ÄĚ) j√° est√£o muito acostumadas com o processo anual de revis√£o de suas Pol√≠ticas de Investimentos (‚ÄúPIs‚ÄĚ). A revis√£o de cen√°rios, de pr√™mios para cada classe de ativos, a atualiza√ß√£o dos passivos ou metas de retorno e, por fim, a ‚Äúcombina√ß√£o‚ÄĚ desses elementos levando em conta o apetite de risco para a defini√ß√£o da macro aloca√ß√£o j√° est√£o bem arraigados na cultura das EFPCs. Podemos dizer isso, pois olhando os

Teste de fogo das novatas é pós-IPO Fábio Coelho

F√°bio Coelho
F√°bio Coelho

Edição 343

Nos √ļltimos dois anos, o mercado de capitais brasileiro passou por um aprofundamento financeiro hist√≥rico, √† medida que dezenas de empresas acessaram o mercado de capitais por meio de ofertas de a√ß√Ķes (IPOs, na sigla em ingl√™s) para aproveitar a liquidez global abundante. Mas, √† medida que o cen√°rio macroecon√īmico se torna mais desafiador, as novos entrantes precisam demonstrar efici√™ncia na ado√ß√£o das melhores pr√°ticas de governan√ßa para evitar destrui√ß√£o de valor.
Vale ressaltar que esse movimento

Press√£o inesperada desequilibra o cen√°rio Marcelo Cirne de Toledo

Marcelo Cirne de Toledo
Marcelo Cirne de Toledo

Edição 342

Nos deparamos, ao final de 2021, com boa parte do quadro macroecon√īmico correspondendo √†s expectativas e um problema inesperado. Vacina√ß√£o em escala, reabertura das economias, robusta recupera√ß√£o da atividade, pol√≠ticas monet√°rias e fiscais expansionista em muitos pa√≠ses e a√ß√Ķes dos governos para reduzir as desigualdades agravadas pela pandemia faziam parte do roteiro esperado. O grande desequil√≠brio √© que a infla√ß√£o se mostrou significativamente mais elevada e difusa entre diversos pa√≠ses.
Mais da me