Mainnav

Guedes e Campos Neto buscam manter Brand√£o no Banco do Brasil

Andre Brand√£o BBO ministro da Economia, Paulo Guedes, busca reverter suposta ordem dada pelo presidente Jair Bolsonaro para demitir o presidente do Banco do Brasil, Andr√© Brand√£o. Bolsonaro teria pedido a cabe√ßa do presidente do banco, que assumiu o posto h√° pouco mais de tr√™s meses em substitui√ß√£o a Rubem Novaes, ao saber do an√ļncio de fechamento de cerca de 200 ag√™ncias e de um plano de demiss√£o volunt√°ria com o objetivo cortar 5 mil vagas.
Além de Guedes também o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, estaria envolvido na operação de jogar água na fervura, para esfriar a temperatura no Palácio do Planalto. Foi ele que indicou o nome de Brandão para o cargo.
O Banco do Brasil divulgou, por meio de "fato relevante‚ÄĚ enviado √† Comiss√£o de Valores Mobili√°rios (CVM) na manh√£ desta quinta-feira, que n√£o recebeu nenhuma comunica√ß√£o formal por parte do "acionista controlador" (o governo federal) a respeito da demiss√£o de Brand√£o da institui√ß√£o.
Brand√£o assumiu a presid√™ncia do BB vindo do HSBC, onde foi respons√°vel nos √ļltimos quatro anos pelas √°reas de global banking and markets, primeiro para a Europa e ultimamente para as Am√©ricas (Canad√°, EUA e Am√©rica Latina). Ele dirigiu a opera√ß√£o brasileira do banco ingl√™s entre 2012 e 2016, quando o Bradesco comprou essa opera√ß√£o.