Mainnav

Postalis vai selecionar gestores para novos fundos multimercados

Pedro Pedrosa PostalisO Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios, vai realizar ainda neste semestre um processo interno de seleção de gestores para sua carteira de fundos multimercados. A fundação pretende substituir os três fundos que possui nessa classe, todos de estratégia macro, por quatro novos fundos com estratégias quantitativas, long short direcional, long short neutro e juros e moeda.
Al√©m de mudar as estrat√©gias, a funda√ß√£o tamb√©m pretende ampliar a aloca√ß√£o da carteira, dos atuais R$ 45 milh√Ķes para R$ 200 milh√Ķes at√© o final deste ano. Segundo o diretor de investimentos do Postalis, Pedro Pedrosa, "os atuais fundos multimercado t√™m apresentado performance muito abaixo do benchmark na rela√ß√£o risco e retorno. Nosso objetivo √© buscar essas novas estrat√©gias, mais adequadas √† nossa carteira".
Além do baixo retorno trazido pela estratégia macro, também pesou na decisão de substituir as estratégias um estudo que projetou o retorno potencial dos macro, num horizonte de 12, 24 e 36 meses, abaixo do que trariam as quatro novas estratégias. A meta de retorno estabelecida na Política de Investimentos 2021-2025 da fundação para os fundos multimercados, é de Selic mais 4 pontos percentuais.
Al√©m da mudan√ßa na carteira de multimercados a Postalis tamb√©m pretende incrementar sua exposi√ß√£o em renda vari√°vel e investimentos no exterior, seguindo a l√≥gica de ampliar o risco para conseguir rentabilizar melhor a carteira num cen√°rio desafiador de juros baixos, bastante complexo para as funda√ß√Ķes alcan√ßarem as metas atuariais dos seus planos de benef√≠cios.
No final de 2019, quando terminou a interven√ß√£o no Postalis e assumiu a atual diretoria, a carteira de investimentos do Postalis estava com cerca de 80% concentrada em renda fixa. Desde ent√£o a funda√ß√£o segue um plano de diversifica√ß√£o das aloca√ß√Ķes.