Fundos da Caixa voltados para RPPS superam meta atuarial em 2019

Os fundos de investimento da Caixa que se destinam aos Regimes Próprios de Previdência (RPPS) apresentaram rentabilidade superior à meta atuarial de 2019, que em média ficou em IPCA mais 6% ao ano. Segundo o banco, 27 fundos voltados para esse público entregaram retorno superior às obrigações dos institutos previdenciários, com destaque para os 17 de renda variável.

Com um retorno de 67,42% nos doze meses encerrados em dezembro, o fundo da Caixa que investe em ações do setor de construção foi o que teve a maior rentabilidade no período. Já na renda fixa, o produto que investe no índice IMA-B 5+, que privilegia os títulos públicos de longo prazo, foi o mais rentável de 2019 na prateleira da Caixa voltada para os RPPS, com ganhos de 29,73%.

O banco administra cerca de R$ 82 bilhões em fundos de investimentos para institutos de previdência, segundo ranking da Anbima, o que representa aproximadamente 49% desse segmento de mercado. “Os ganhos expressivos observados nos fundos permitem melhora no desempenho atuarial de longo prazo”, diz o diretor de gestão de fundos de investimento da Caixa, Fabiano Zimmerman.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso