Itaú Unibanco pagará R$ 8,5 milhões à CVM para finalizar processo

A CVM aceitou a proposta do Itaú Unibanco e Banco Itaucard de pagamento de R$ 4,5 milhões para encerrar o processo que envolvia a criação de condições artificiais de demanda, oferta e preço em negócios com contratos futuros de cupom cambial de DI1 e com contratos de swap cambial de operações compromissadas de um dia, no período de 15 de dezembro de 2014 a 6 de abril de 2015. As instituições arcarão com R$ 4 milhões, cada, e os diretores envolvidos, Marco Sudano e Carlos Henrique Donega Aidar, com R$ 250 mil, cada um.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso